quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Chama o hugo!

Que a justiça no Brasil é porca a gente ta cansado de saber. Mas o pior é a justiça desportiva que piora mais a cada dia. Não só por ter absolvido o dodoping e mais algumas outras coisas no rio, e também por deixar passar algumas coisas em São Paulo e em alguns casos procurar pêlo em Ovo.

A porquice da vez foi em dose tripla. Começando pelo caso do Vampeta, que foi suspenso em um jogo após ter fingido uma contusão pra ganhar uns segundos no jogo entre Corinthians x Botafogo no maracanã. O jogador assumiu ter feito hora para dar uma de malandro, e acabou suspenso. O interessante é saber que as vezes o cara quebra a canela do outro e pega dois jogos de suspensão. Logo você pensa: pô, quebrar a canela do cara e deixá-lo de fora do campeonato por 1 mês tem o dobro da gravidade de ganhar tempo num jogo acirrado. Aliás, se pegassem um por um que faz cera em campo, logo não teria mais campeonato brasileiro. Teria de parar sempre por uma rodada pra galera cumprir suspensão.

Tudo bem que o vampeta foi mais julgado moralmente do que propriamente pelo que fez. Foi só pra tentar coibir tal prática.

Mas o pior ainda estava por vir. Hugo, meia-atacante do São Paulo, soltou uma cusparada no volante goiano do Paraná. E não pensem vocês que eu estou achando palhaçada o Hugo pegar um jogo ou dois jogos, ou 3 jogos. Acreditem, ele só vai cumprir suspensão automática pelo cartão vermelho.

Deu a lógica: coibir o cuspe pra quê? Vamos coibir a cera, oras!

E pra encerrar com chave de ouro. O caso do torcedor que atacou nada mais nada menos que uma BOMBA CASEIRA, no estádio. E acreditem se quiser, o caso já havia sido ARQUIVADO. HAHAHAHA. Pois é, vão repensar no assunto só agora.