sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Vó: Mãe em dobro!

Chega a ser chato ter apenas uma mãe. Por isso temos mais duas avós. Pra mimar, fazer bolo, jogar bingo, ouvir histórias e etc. Muitos não tem essa mesma regalia que a minha. Tenho duas avós enxutas, novas, simpáticas, alegres e o melhor: imprevisíveis.

Lembro bem de quando estava num parque de diversões, desses do interior, bem precários, enferrujados. Há uns 10 anos ou mais. Minha vó, depois de andar mais de horas por dia com a gente (eu minha prima e outros pentelhos pequenos da família) pelos brinquedos "leves", e até mais de uma vez por semana, resolveu não ficar só olhando quando chegava a vez de ir no tobogã. Acho que a vontade que dava nela de sentir uma emoção nova já depois da idade imposta pelo brinquedo, ia aumentando a cada vez que via os netos descendo com sorriso no rosto. E não é que ela foi? Tem até foto, posto um dia aqui quando eu achar. Foi de cinema.


E um caso atual, da minha vó materna, que mora em casa (as vezes), acordou no meio da madrugada essa semana, e me pegou assistindo de volta para o futuro na sala. Mal olhou pra cara do doctor brown e do mc.fly, esboçou um sorriso e falou:

- Ah, é esse o filme que você ia ver.

Com ar de, "achei que você ia ver algo mais atual porque até eu conheço esse filme."

Ao que eu respondi desacreditado:
- Sim, por que vó, a senhora conhece?

- Claro. Acha que a vó é boba? Não é que ele volta no passado e uma hora vê a mãe dele novinha.

- hahahahahha é esse mesmo vó...

Foi algo totalmente surpreendente pra mim. Quem diria minha vó, há 20 anos assistindo com o meu vô bigodão, as loucas aventuras de mc.fly hahahaha.

Bom, essa introdução toda, foi pra postar o último domingo do c!
Colunista folgado do pudim de beterraba.

pra quem não sabe, c! (cid) é um criador de comunidades do orkut, assim como eu, bruno dookie.



Teste de memória com avós, faça você também.
(sem correção)

Como não acontecia há um bom tempo, esse domingo caiu uma chuva feia aqui em Santos, e acabei me deparando com a agradável situação de ficar na sala com a tv no faustão e minha vó na cadeira de balanço.

Entre a minha vó e o faustão a briga eh boa, ambos não podem me ouvir, ambos não podem me enxergar, a diferenca (alem dos 120kg que os separam) eh q o Faustao só fala merda e minha vó nao fala quase nada, coitadinha, ela só da um gemido programado a cada 3min. Um silêncio geral e derrepente... Ainnn.. aaainnnnnn.. é tao baixinho que as vezes me esqueço e me pego olhando para todos os lados tentando descobrir q raio de barulho foi aquele, pisei no gato? to com bronquite? pisei no gato com bronquite? eh dificil perceber que aquele gemido baixinho vem da minha vó, mesmo porque ela nem muda a fisionomia, fica lá sorrindo, com a cadeira balançando pra frente e pra trás, parece a Suplicy saindo da clínica de botox, as visitas costumam ter medo, é verdade, ninguém quer ficar na sala me esperando sozinho com ela.

Corre uma lenda entre meus amigos que ela inclusive está empalhada. O que, se parar para pensar, é totalmente plausível se não fosse o bendito gemido sorridente que ela faz de tempos em tempos. Talvez é uma forma de se comunicar, de falar: "Gente, to aqui quetinha mas to de olho em vocês."

Bom, de qualquer forma, com a concorrÊncia fraca, que era o Faustão, optei pela minha vó. Sem duvida nenhuma ate assistir um documentário sobre acasalamento de pandas eh mais excitante que ver o Jonnhy Bravo tentando patinar no gelo ao som de "O loco meu". A minha diversão vespertina consistiu em (tomem nota), repetir uma mesma pergunta pra minha voh em um espaço de tempo cada vez menor. Perguntei pra ela: Vó, a senhora ta com frio? a resposta foi algo do tipo.. - Nao..nao, to bem, mas teve uma vez la na Espanha que nevou muito e eu e meus irmãos ficamos ao lado do forno a lenha.. e bibibibibi (bibibibi = coisas que as pessoas falam e na hora você esta pensando em um ponei fazendo dança flamenca em sua mente doentia). Dez minutos depois eu perguntei denovo:

- Vó, a senhora nao ta com frio nao? E ela deu exatamente a mesma coisa que antes! ..Na Espanha e bibibibi..com todas as palavras, letras e suspiros. Cinco minutos depois fiz a mesma pergunta, e ela respondeu que não, seco.

Dois min depois perguntei mais uma vez - Tá com frio?, dai ela já me olhou com um ar desconfiado.. como se tivesse tendo um dejavu, a velhinha parecia que ja tinha percebido que eu tava sacaneando com a memoria de 40 segundos dela...mas mesmo assim respondeu que nao.. com um ar meloso... meio... "Naaaaaaum...querido", esperei meio minuto e decidi chutar o pau da barraca:

- Voh, a senhora ta com frio?, - Nao.., - Ta com frio agora?, - Nao.., - E agora? Nao.., - Ta com frio vó?, - To nao querido.., - Ta com frio?, -NAO!!!.... mas teve uma vez la na Espanha que nevou muito e eu e meus irmãos ficamos ao lado do forno a lenha.. e bibibibibi..... Meu domingo chuvoso serviu para uma boa açao, exercitar a capacidade de memoria da minha vó (reprovada por sinal), portanto façam uma boa açao assim como eu e sejam bons netos, seu coraçao vai encher de alegria e talvez consiga mais uns pontos pra passagem pro inferno.

C! the Space Cowboy