quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Notícia que não está nos jornais

Ontem vi uma história que poderia virar notícia. Estava rolando aqui na empresa que trabalho. No Pronto Socorro de um hospital público daqui de Erechim, uma senhora, aparentando seus 70, 80 anos, chorava demais. E logo arranjou alguém pra contar o que aconteceu. Vejam se a vida não é irônica: O irmão dessa senhora, homem também de idade avançada, sabe-se-lá o nome da criatura, era depressivo. Profundo. Tentou dar um fim nisso. Pegou a arma que tinha em casa e as cinco únicas balas. Carregou a arma com a munição. Suicídio. Um tiro na cabeça, ilustrado por esse desenho feito em 40 segundos aqui no lado.
Porém... Incrível ou não, ele conseguiu ERRAR o tiro da cabeça. não um nem dois. De CINCO balas, errou as quatro primeiras. Acertou só a quinta. Mas não morreu. Foi de raspão. Deu no olho. Levaram correndo pro hospital. A bala ficou alojada no globo ocular, não tem perigo de morte. Mas ficou cego. E mais deprimido ainda. E mais fracassado ainda, nem se matar esse consegue.
Resumindo: Não conseguiu suicídio, deveria ter mal de Parkinson. Está mais vivo do que nunca. E cego. E se bobear, vai ter mais algumas sequelas.

Moral da história:
Não tem moral, mas rende um humor negro dos mais bagaços.