quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Coincidência?

Eu acredito, e você? O problema é a Itália...mais especificamente, a cidade de Milão. Já sabe do que estou falando?

Não sou exerado, mas Ronaldo Nazário de Lima, sempre me encheu os olhos. Vê-lo jogar sempre foi um prazer à parte. Seu carisma também era fora de série, junto com sua força de vontade, mesmo com todas as lesões, sua volta por cima na copa de 2002, e seu futebol, às vezes simples, às vezes objetivo, às vezes arte, fez com que ele, o sucessor (na minha opinião) de Pelé, Garrincha, Zico e Romário, ganhasse muitos fãs no Brasil e no Mundo. Inclusive a minha pessoa.



Abril de 2000 - Após seis minutos em campo, o jogador tenta driblar o marcador e acaba contundindo gravemente o mesmo joelho operado (direito) e sai de campo chorando. A lesão deixou o atacante fora dos gramados por mais um ano.

Fevereiro de 2008 - Durante a partida contra o Livorno, jogador volta a sentir uma contusão no joelho, dessa vez no esquerdo. Após prender o pé no chão em disputa de bola na área, Ronaldo sai novamente de maca.

A coincidência:

Ronaldo jogou em muitos clubes em toda sua carreira. Na europa, jogou na Holanda (Psv) , na Espanha (Barcelona e Real madri) e na Itália (Inter de Milão e Milan).

Teve suas piores contusões jogando na Itália, a ruptura de tendão do joelho direito na inter e do esquerdo no Milan.

Você pode falar, oras, mas na Itália ele jogou já quando velho.

Sim. Claro. Ronaldo foi ficando mais gordo e mais forte com o passar do tempo, facilitando qualquer lesão no joelho, por não aguentar o peso do próprio corpo. Mas pensem, sua pior lesão havia sido em 2000, na inter. Aquela cena forte que aparece uma bola saltando de seu joelho. Depois disso jogou "marromeno" no Real até entre 2002-2007 e na seleção pela copa de 2002, que ele destruiu e em eliminatórias (copa de 2006 não conta, mesmo ele batendo seu recorde, se artilheiro das copas). Nesse período teve lesões, insignificantes perto das duas piores de sua carreira.

Não estou levantando nenhuma polêmica do tipo o "ar da itália não faz bem para Ronaldo". É só a coincidência mesmo. Me intriga.

E que tal outra coincidência?

Ontem, dia 13 de fevereiro, foi um dia triste, particularmente para mim. Não só Ronaldo, um dos meus poucos ídolos no esporte, que pode ter dado Adeus de vez aos gramados, mas Guga, outro cara que sempre gostei MUITO, também fez sua despedida. Pelo mesmo problema. Lesões.


Ainda assim, agradeço pelos dias memoráveis que ambos já proporcionaram. Guga ganhando o bicampeonato em 2000 em roland garros, foi algo fora do sério. Jogo disputado do início ao fim, com último set no Tie-break, impagável. E Ronaldo, também pelo conjunto da obra mas com um destaque também. A copa do mundo de 2002, com ênfase na final contra a Alemanha. Época que torcer pra seleção ainda era legal.