sexta-feira, 28 de março de 2008

Criaturazinha de merda

Caralho, gente... Fazia ANOS que não aparecia no Brasil tantas doenças que eram consideradas erradicadas.


Nos últimos dois anos, a dengue está construindo uma epidemia. A tuberculose voltou, como isso é possível? Falha grave do Governo Lula? Dos governos estaduais, municipais? Ou do próprio brasileiro que é burro? Isso, burro mesmo. Se diz consciente da eliminação do mosquito da dengue, mas nunca fez nada. Ou porque o Governo Federal resolveu dizer como se elimina o mosquito DEPOIS dele ter aparecido? Que essa prevenção na verdade é uma forma de remediar uma quase-epidemia dessa merdinha infecciosa?

Bom... vamos falar da dengue?
Eu sempre tive várias dúvidas e curiosidades sobre essa doença, juntei algumas delas, pesquisei pela internet e aqui alguns resultados bem interessantes:

O nome "dengue" surgiu de uma língua no centro-oeste africano, da frase "ki dengu pepo". Ataques de maus espíritos. Imaginem, uma criatura morre em menos de uma semana. Coisa do capeta. Existem quatro variantes da dengue. No Brasil, temos os tipos 1 e 2. Apesar de serem a mesma doença, os vírus são característicos.
Uma vez infectado, você não contrai mais a doença. Mas se um outro tipo de dengue te pegar, já era (ex: alguém que contraiu o tipo 1, nunca mais irá pegar dengue tipo 1). Mas, se acabar contraindo outro tipo, tá feia a coisa. Vem mais forte, 90% dos casos é hemorrágica.



Só é possível pegar a doença por ficada da fêmea do mosquito (o macho não curte esse papo sair mostrando a pica), caso ela estiver infectada pelo vírus dengoso. Também é possível por transfusão de sangue, mas isso é remoto, afinal, são feitos vários exames patológicos antes desse processo. Se você deu umazinha com alguem que está doente, ou tomou do mesmo copo, não se preocupe que não ocorre a transmissão.

Agora:
Se o vírus da dengue é transmitido pelo mosquito, porque... AIDS que tem um vírus bem mais cruel, não?
Simples, ele é destruído quando chega no intestino dos mosquitos. Nham, proteínas. Pro vírus se reproduzir e viver, ele tem que entrar dentro de células vivas. Mesma coisa que as mulheres do movimento da Via Campesina. Entram em terras de pessoas que batalharam pra comprar, pra se apossarem e destruírem qualquer plantação que tenha na frente. Só que o HIV não consegue entrar em nenhuma célula do glorioso intestino do mosquito, pois não existe nenhum receptor pra que ele se encaixe. Em compensação, da dengue e febre amarela, passam ilesos até viraram merda de inseto. Assim, ele pode ir se multiplicando pelo corpo todo do mosquito, que é ileso ao vírus (só o ser humano fica "doente" com ele. os primatas o contraem, mas não têm casos clínicos patológicos) até tomarem conta do inseto todo. Aí, ficam na saliva. Imaginem a singularidade da saliva de um mosquito. Aí quando somos picados, a saliva entra no nosso corpo e já era! Como é um vírus, não há o que fazer e como tratar.

Se alguém infectado por dengue é picado pela (afinal, são só as fêmeas) aedes que está limpa, ela torna-se denguda. E já pode sair picando todo mundo (mosquitinho que adora uma picada), que vai transmitir a doença. Vai pro sistema digestivo dela. E além dele não ser digerido pelo intestino, ele se gruda lá.


Putaquepariu, aqui na minha cidade já foram vários casos, juro que dá medo.