quarta-feira, 28 de maio de 2008

E o GTA IV?

Óbvio que o PdB já recebeu no conforto de casa uma cópia do GTA IV, estrelado pelo leste-europeu Niko Bellic.
No jogo, você busca o American Dream, tentando a sorte nas ruas de Liberty City, baseada em NY (dessa vez, diferente de San Andreas, GTA é fundado em uma cidade e não um Estado).


Viciante, envolvente, sujo:
No meu primeiro teste, roubei um carro e saí dirigindo por Liberty City. Atropelei uma velinha que atravessava a rua. Com o impacto, ela voou morta alguns metros, e eu dei de cabeça no pára-brisas (grande inovação da Rockstar Games pra esse novo capítulo!). Depois, como de costume, enchi de socos um cara que passava na rua, e escalei algumas construções (a interação com o cenário está maravilhosa!). As missões se assemelham ao GTA San Andreas, mas com algumas inovações que fazem as mesmas serem diferentes da versão anterior, que depois de um tempo poderiam se tornar repetitivas, como matar um cara, roubar algum carro ou fugir numa perseguição.

Posse de armas, álcool, sangue, direção agressiva, assaltos, conteúdo sexual.
Tem jogo melhor? Agora dá pra ficar bêbado e D.U.I.! Que maravilha!

Fanáticos religiosos já estão se puxando os cabelos com tamanha selvageria do jogo (e mal sabem que são mais selvagens ainda), "Ai meu deus, que jogo violeeento, que horror" enquanto a gurizada se diverte com um dos melhores títulos do ano, que foi classificado apenas para adultos.

Enquanto isso, Ben Joseph desse site aqui, mostrou quais "jogos" serão abandonados enquanto não terminamos o grandioso GTA IV:








Brilhantes abandonos!



Nada que umas 20 horas bem jogadas não dêem conta disso!
GTA IV está no Guinnes como a ferramenta de entretenimento que obteve mais lucro em 24 horas (3.6 milhões de cópias vendidas, com US$ 310.000.000,00 de lucro).

A parte mais prazerosa do GTA San Andreas foi quando matei o Ryder. Ou quando mandei aquela Catalina tomar no cu.

Qual será a do IV? Muito sangue vai rolar até descobrir... .Wohoo!