terça-feira, 24 de junho de 2008

Bandeira complicada...


Sempre que olho a bandeira do nosso país, penso "Porra, os estados são representados em estrelas, mas essas merdas de constelações estão todas mal desenhadas! O Cruzeiro do Sul está todo torto!"
Por exemplo, a própria constelação de crux:
Lá fui eu pesquisar o porque. E mordi a língua, vejam só: Seguindo a teoria geocentrista, a Terra era o centro do Universo, e todos os corpos celestes (planetas e estrelas), giravam em torno da Terra, que era estática. Pensando dessa forma, caso nos afastarmos do nosso planeta, chegaremos em um ponto onde veríamos esse sistema do lado de fora. No miolo a terra, e ao redor, dentro de um grande círculo, as estrelas e planetas. Como a imagem abaixo, que eu desenhei:
Finjam que isso é um,a projeção em 3d muito bem desenhada.

Assim que foi desenhada nossa bandeira, esta lá na lei 8.421 de 11 de maio de 1992, artigo 3, §1º, definida pela visão do céu na cidade do Rio de Janeiro, em 15 de Novembro de 1889 (se ligou que dia é esse?), ficou definido que seria um céu visto de fora, que ao se aproximar, cairia na capital do país!
GENIAL!

Não que foi feita por crença na teoria geocêntrica (afinal, era 1889, pelo amor de deus), mas por colocar a capital de nosso país no eixo central. Alguém já tinha pensado nisso?

Não apenas estrelas, como figuras de 5 pontas (muita simbologia por trás disso), as constelações e as estrelas ali representadas também são ricos em significados especiais. Estarem apenas na metade de baixo do disco celeste também, pois mostram que nosso país é do Hemisfério Sul, mas com a estrelinha do Pará apontando acima, pois era o único estado da época que cortava a linha do Equador. (apesar que hoje temos mais 3 além do Pará).

Eita, bandeira complexa!
Pro povo, é linda. Pra vexólogos e desenhistas, é um terror: De todas bandeiras do mundo, sem dúvidas, está entre as mais complexas de se reproduzir. Ah, não? E o texto? Que só quem fala português entende. Totalmente militar.

Tenta botar estrelinha por estrelinha no lugar certo como mantém a lei. E com os tamanhos correspondentes, dados pela magnitude de cada uma. E cada vez que um estado entra ou sai, pipoca estrela nova. Desde que adotamos ela, já tivemos umas 4 mudanças.




Verde as matas, amarelo o ouro e azul o céu? O CARALHO!

na verdade, o verde, azul e branco são ligados à monarquia portuguesa que nos colonizaram. E o amarelo, o império.

Mais informações, aconselho visitar a Wikipédia, tem uns textos interessantes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bandeira_do_Brasil

Taí, matei minha curiosidade.