quinta-feira, 12 de junho de 2008

Mais coisa de futebol.

Inevitável fugir desse assunto. Inevitável se fazer de indiferente sobre uma final entre duas das torcidas mais apaixonadas do Brasil. Inevitável ignorar a final do segundo campeonato mais importante do Brasil. Até quem não gosta de futebol, acaba sabendo como foi.
Não vou postar aqui pra zoar do Corinthians, que vai ficar mais um ano sem Libertadores e mais longe ainda do quase-utópico título da América. Mas pra parabenizar o Sport. O povo mete pau no clube paulista, mas não percebe que foi todo mérito do pernambucano. Não tem do que rir do Corinthians, é um time da Série B, perdeu pra um de série A. Natural! Seja elenco forte ou fraco, é um da elite contra um do pelotão intermediário. Eu riria do Sport caso perdesse esse título.

Eu gosto do gol qualificado. Já levei títulos graças a ele. Temos 4 Copas do Brasil (já ganhamos uma em cima do Sport e perdemos uma pro Corinthians). Mas já perdemos títulos e já fomos eliminados várias vezes por causa dessa regra.
Sou do tipo que diz que torcida não ganha jogo. Porém, nesse caso da final da Copa do Brasil, mordo a língua. Com o caso do gol qualificado fora de casa, é a "torcida" que leva o jogo. É o estádio. Conheço o trabalho do Mano Menezes. Escola retranqueira gaúcha. Imagina jogando com o regulamento debaixo do braço. Foi pra Recife, se fechou e tomou bala (hã, se ligou no trocadilho? hein? hein?). Nesses casos particulares, torcida "ganha" jogo. Estádio ganha jogo. Sport tem um time mais experiente (Sandro Goiano peleador xerife do meio de campo) não se abalou no jogo que o Corinthians jogou em casa (na casa do São Paulo) e conseguiu fazer um golzinho que levou ao título. Corinthians se cagou pro Sport, mesmo marcando a saída de bola.

Futebol não foi feito pra ser justo. Injusto é esse campeonato Brasileiro atual, concordo plenamente com o dookie. Dá menos dinheiro aos cofres da CBF e dá desinteresse da torcida, quando o time não tem mais chances de nada. Diferente dos grupos e mata-mata, que uma Portuguesa de Desportos pode ir pra final do Brasileirão (perdeu pro Tricolor Gaúcho em 1996). Erro do juiz sim é injusto. Gol mal anulado, impedimento mal marcado. Mas é uma pena ver nossa linda Confederação Brasileira de Futebol chupar as bolas da UEFA. Já basta terem mudado o calendário, proporem mudar o esquema da temporada pra ser idêntico ao europeu, e queriam fazer jogos DOMINGO DE MANHÃ, pros assinantes de ppv na Europa poderem assistir os jogos nos seus sofás em horário agradável.

Enquanto isso, aqui no Brasil, terra do campeonato, temos que amargar mais de 7 jogos no mesmo horário. Só ter opção de assistir apenas UM, caso não tiver uma tv por assinatura e ALÉM dela, uma PPV de R$50 mensal.

Tá tudo errado. Menos pra quem monopoliza e leva fácil a grana aqui no Brasil. Por que não um jogo sexta a noite? Domingo as 21:45? Impossível, é hora do Fantástico.

Mas uma coisa está certa e justa.
O título do Sport.
Parabéns.