segunda-feira, 22 de setembro de 2008

E agora?

Depois de tanto que aprendi pra não ser mais um desses ignorantes que não sabiam a diferença entre "forma" e "fôrma", e "pelo" com "pêlo", apenas com exemplos, vi que pra nada serviu, além de eu agora ser alguém que sabe escrever o brasilês português arcaico. A língua portuguesa mudou, acentos foram retirados pra facilitar que os ignorantes o povo se adapte melhor frente a globalização que está padronizando a língua portuguesa em todo o mundo. Se criaram uma língua com tanta diversidade fonética (prova disso é que quem fala português tem pouco sotaque para falar qualquer outra língua) e peculiaridades, provavelmente o uso de suas palavras necessitaria acentos e inúmeros outros códigos ortográficos. Aí resolvem tirar tudo isso.
Exemplo:
"O vôo foi perfeito." agora é "O voo foi perfeito".
Agora qualquer um pode muito bem ler como "voô", já que perdemos o sustento tônico do primeiro O.

Não sei quanto isso vai ser realmente BOM para nós, porém precisamos começar a nos adequar.

O William Batista me mandou por e-mail um guia com a reforma ortográfica da língua portuguesa, bem completo e com diversas situações que ilustram as mudanças.

Quem tiver interesse e estiver afim de queimar uns neurônios em algo que possa ser realmente útil, faça o download aqui!




Agora, somos todos pseudo-analfabetos.
Cuidado especial pra galera que está em fase de vestibular.