sábado, 29 de março de 2008

Filhos de Artistas

Como seria? Montagens de alguns deles

Angelina Pitt



Ashton Moore

Demi Willis

Segunda eu posto mais.

Hitchin' a Ride

Andando pelo Rio de Janeiro, o Pedro Ribeiro mandou essa imagem da tabela de preços de uma empresa de transporte coletivos alternativos ilegais da cidade.

Imaginem o que deve ser de inconveniente o povo pedindo o preço toda hora.

sexta-feira, 28 de março de 2008

Comendo com os olhos...

Alguns produtos são realmente muito tentadores pelo lado de fora, vendo aquela embalagem suculenta dá vontade de devorar na hora. Aliás, quem nunca foi no supermercado com aquela fome de leão? A gente pensa em levar as coisas mais calóricas do mundo. De tanto comer com os olhos, acabamos frustrados, e as empresas que sabem disso tudo, vendem a imagem do produto, que geralmente não é tao recheado, tão bonito e tão molhadinho, como na foto.

Segue alguns produtos assim:













Aquela sopinha tá demais.

Ah...

Pra galera que é acostumada com o mural, já comecem a migrar pro nosso fórum. Como vocês já devem estar sabendo, o mural logo logo será desativado. Era pra virar um lugar pra galera conversar, mas virou putaria.

Teremos vantagens, já que no
fórum, iremos saber certinho quem está escrevendo, acessando o perfil! Acho que assim, teremos uma relação maior e mais direta com nossos leitores, será melhor pra trocarmos idéias e tudo mais!

Portanto, comecem a mudança desde já!
Fiquem à vontade, criem tópicos, façam o que quiserem, afinal o espaço lá é aberto para todos.

Sexta é dia de filme no PdB!

10.000 a.C. (10.000 b.C.)

Gênero: Aventura
Direção: Roland Emmerich (2008)

Como eu esperei pra ver esse filme. No começo de 2007, vi que ele ainda estava com o roteiro sendo escrito. Aí, quando menos percebo, chegou o dia que eu assisti ele. Incrível.
Uma odisseia. Já basta ser de Roland Emmerich (O Dia Depois de Amanhã e Independence Day) que sabemos que vem um filme legal e 10.000 a.C.
entra nesse seleto grupo. Já vimos ele enfrentando aliens, natureza e agora é a vez de enfrentar a própria Terra, numa época hostil e assustadora. No filme, D'Leh, um jovem caçador, vê sua tribo ser sequestrada por homens vestindo negro, montados em cavalos. Buscando saber os motivos do sequestro, parte em rumo ao desconhecido, enfrentando criaturas gigantescas e descobrindo que não são apenas essas duas as únicas civilizações que povoam a Terra. Um Filme BOM, que prende cada minuto. Aconselho ver no cinema, pois tem efeitos especiais grandiosos e realistas, de perder o fôlego. Assista.

Estatísticas PdB:
Diversão:
Impacto:
Dinâmica:
Nota final:

Criaturazinha de merda

Caralho, gente... Fazia ANOS que não aparecia no Brasil tantas doenças que eram consideradas erradicadas.


Nos últimos dois anos, a dengue está construindo uma epidemia. A tuberculose voltou, como isso é possível? Falha grave do Governo Lula? Dos governos estaduais, municipais? Ou do próprio brasileiro que é burro? Isso, burro mesmo. Se diz consciente da eliminação do mosquito da dengue, mas nunca fez nada. Ou porque o Governo Federal resolveu dizer como se elimina o mosquito DEPOIS dele ter aparecido? Que essa prevenção na verdade é uma forma de remediar uma quase-epidemia dessa merdinha infecciosa?

Bom... vamos falar da dengue?
Eu sempre tive várias dúvidas e curiosidades sobre essa doença, juntei algumas delas, pesquisei pela internet e aqui alguns resultados bem interessantes:

O nome "dengue" surgiu de uma língua no centro-oeste africano, da frase "ki dengu pepo". Ataques de maus espíritos. Imaginem, uma criatura morre em menos de uma semana. Coisa do capeta. Existem quatro variantes da dengue. No Brasil, temos os tipos 1 e 2. Apesar de serem a mesma doença, os vírus são característicos.
Uma vez infectado, você não contrai mais a doença. Mas se um outro tipo de dengue te pegar, já era (ex: alguém que contraiu o tipo 1, nunca mais irá pegar dengue tipo 1). Mas, se acabar contraindo outro tipo, tá feia a coisa. Vem mais forte, 90% dos casos é hemorrágica.



Só é possível pegar a doença por ficada da fêmea do mosquito (o macho não curte esse papo sair mostrando a pica), caso ela estiver infectada pelo vírus dengoso. Também é possível por transfusão de sangue, mas isso é remoto, afinal, são feitos vários exames patológicos antes desse processo. Se você deu umazinha com alguem que está doente, ou tomou do mesmo copo, não se preocupe que não ocorre a transmissão.

Agora:
Se o vírus da dengue é transmitido pelo mosquito, porque... AIDS que tem um vírus bem mais cruel, não?
Simples, ele é destruído quando chega no intestino dos mosquitos. Nham, proteínas. Pro vírus se reproduzir e viver, ele tem que entrar dentro de células vivas. Mesma coisa que as mulheres do movimento da Via Campesina. Entram em terras de pessoas que batalharam pra comprar, pra se apossarem e destruírem qualquer plantação que tenha na frente. Só que o HIV não consegue entrar em nenhuma célula do glorioso intestino do mosquito, pois não existe nenhum receptor pra que ele se encaixe. Em compensação, da dengue e febre amarela, passam ilesos até viraram merda de inseto. Assim, ele pode ir se multiplicando pelo corpo todo do mosquito, que é ileso ao vírus (só o ser humano fica "doente" com ele. os primatas o contraem, mas não têm casos clínicos patológicos) até tomarem conta do inseto todo. Aí, ficam na saliva. Imaginem a singularidade da saliva de um mosquito. Aí quando somos picados, a saliva entra no nosso corpo e já era! Como é um vírus, não há o que fazer e como tratar.

Se alguém infectado por dengue é picado pela (afinal, são só as fêmeas) aedes que está limpa, ela torna-se denguda. E já pode sair picando todo mundo (mosquitinho que adora uma picada), que vai transmitir a doença. Vai pro sistema digestivo dela. E além dele não ser digerido pelo intestino, ele se gruda lá.


Putaquepariu, aqui na minha cidade já foram vários casos, juro que dá medo.

Top 3 propagandas fodas!

As 3 propagandas que mais chamaram a minha atenção até hoje. Não digo que são as 3 melhores do mundo, porque posso não estar lembrando de outras, mas são pelo menos as mais memoráveis.

Não analisem a propaganda como uma simples propaganda, pensem na música, na velocidade das câmeras, na idéia em si que a propaganda quer passar e em cada detalhe dessa arte.

Eu sugiro que vejam as três, com muita calma, sem atropelar a barrinha do youtube, pois não irão se arrepender. Aproveitem que hoje é sexta ;)

E estou postando vídeos, porque vocês sempre se interessaram por campanhas criativas, mas eu nunca tinha colocado um vídeo, então:

Propaganda para a TV lcd, sony bravia. Bolinhas de 0,50 centavos, daquelas que vendem em padarias e que pulam pra caramba, foram jogadas numa rua com uma descida e tanto. 25 mil bolinhas foram lançadas.



Não encontrei legenda para essa propaganda, mas vocês vão entender. O cara diz que ninguém gosta dele, que ninguém entende ele, bla bla bla, o final é surpreendente. Até lembrei do filme "sexto sentido".



Essa me emociona toda vez que vejo. Se trata de uma propaganda argentina para ajudar uma instituição que cuida de crianças com câncer.


Clique nas imagens para ver os vídeos no youtube.

quinta-feira, 27 de março de 2008

Preparado para as olimpíadas?

Curti muito essa idéia.


Mas essas não podem ser usadas porque já estão furadas né uhauauh

teste cego o caralho.

Abra sua cerveja preferida e acompanhe esse post:


Eu não gostava de cerveja quando tinha meus 16 anos. Achava amargo e ruim. Natural, tinha bebido uma cerveja vagabunda que fez eu ficar um bom tempo sem beber outra. Até que quando conheci o verdadeiro sabor de uma boa cerveja, me dei conta que não apreciar uma cervejinha no fim de semana, (não pra embebedar, nem pelo álcool, mas pelo sabor), é coisa de biba. (oi, dookie)

Acho que todo mundo já teve disso. Peguei uma grana e comprei no mercado uma long neck de cada uma dessas cervejas daqui, pra fazer minha avaliação. Não fiz cego nem nada, eu confio em mim mesmo e tentei ser justo ao apreciar o sabor delas. Entre uma cerveja e outra, tomei um gole de café, pra quebrar o sabor.



KAISER
Se formos comprar valor no mercado com o sabor, faz jus. É tão ruim quanto barata. Prefiro beber água que beber uma Kaiser. Fizeram o teste cego para provar que o "ruim" era uma anti-propaganda e não o sabor. Foi um desastre, realmente foi considerada uma das piores. Faça ele você mesmo e comprove. Melhor: nem faça. Dou um pudim pra ela na minha avaliação final, de 1 a 5.

Preço da lata de 355ml: R$1,20
Avaliação: (totalmente reprovada)





BRAHMA
É uma cerveja Pilsen que faz parte da AmBev. Era pra ter a marca fundida com a Antartica, mas pelas características únicas, acabou se mantendo. Das cervejas populares, é uma das que encabeçam a lista pois tem o sabor moderado (nem forte nem fraco) que pode não agradar na totalidade a todos, mas serve de quebra-galho na falta de uma top.

Preço da lata de 355ml: R$1,40
Avaliação: (aprovada, para condições de carência de grana ou opção pra comprar algo melhor)




SKOL
Também é uma cerveja Pilsen que faz parte da AmBev. É a cerveja mais vendida e preferida do Brasil, além de ser a que mais investe em publicidade (não é coincidência ser a mais vendida). Tem variantes como a Skol Beats, Lemmon e outras, buscando atingir todo o tipo de público jovem. Usa no slogan "A cerveja que desce redondo". Entendi porque. É suave e aguada. Fraca e ainda deixa um gosto ruim na boca por um bom tempo.

Preço da lata de 355ml: R$1,45
Avaliação: (aprovada, dá pra beber caso não tiver nada melhor.)


BUDWEISER
Ah, a Budweiser... Tem um sabor mais forte, encorpado e característico, diferente do que estamos tendenciados a beber. Só vi vender ela em long neck e latinha, não vejo a hora de vê-la em garrafas. Cada gole é um prazer. Diferente das cervejas que estamos acostumados, é uma cerveja DRAFT e não PILSEN. Isso caracteriza uma cerveja mais filtrada, não fermentada, com menor amargor e sabor mais aprimorado.

Preço da lata de 355ml: R$2,50
Avaliação: (troco qualquer cerveja por uma Bud. Só que é cara pra caralho.)



ANTARCTICA
Óbvio que uma cerveja com logotipo azul e brasileira é um mal presságio. É aquela cerveja que tem em qualquer boteco vagabundo. E no outro dia dá aquela dor de cabeça. Ao tomar, dá vontade de pegar um saleiro ou açucareiro e jogar dentro do copo, porque parece que está faltando alguma coisa, tipo Coca-Cola sem gás. Me lembrou a Skol. BOA? Boa é a Juliana Paes. Não confundam com a cerveja.

Preço da lata de 355ml: R$1,40
Avaliação: (beberia somente em casos extremos.)




POLAR
Essa é pouquíssimo conhecida. É vendida apenas no Rio Grande do Sul e tem forte campanha para não ser vendida em outros estados, na qual foi aceita pela marca, que agora faz campanha vangloriando o RS de ser o único a vender Polar. Pudera, é uma cerveja clara e saborosa, com sabor "al dente", aroma e sabor suaves. Diria que é no ponto. Tem preço acessível e vale cada centavo.

Preço da lata de 350ml: R$1,50
Avaliação: (Ótimo sabor e barata. Compro sem hesitar. A não ser quando quero dar um luxo e tomar uma Budweiser)


ITAIPAVA
Ao contrário da Polar, não é vendida aqui no Rio Grande do Sul. Mas como previa esse meu teste, lá no Rio de Janeiro comprei um pack de latinhas pra tomar por aqui. Tem o sabor muito semelhante à Polar! Leve e adocicado, não fiquei de porre quando bebi o resto do pack, não me deu dor de cabeça e desceu muito bem. É usada referência por ser produzida com a "água de Petrópolis". Aprovadíssima.

Preço da lata de 350ml: esqueci quanto paguei
Avaliação: (Daria 4 pudins, mas dou 2 e meio porque não é vendida aqui no RS. Só por isso.)


BAVARIA
Deus-me-livre. É a "melhor das piores", mas não entenda isso como um elogio.

Preço da lata de 350ml: R$1,40
Avaliação: (Só bebo essa coisa se existir apenas ela, Nova Schin e a Kaiser no mundo.)




BOHEMIA
A Bohemia é sustentada por ser a mais antiga do Brasil e ser muito bem falada por todo mundo. Vejo todo mundo falar "uuuu, Boeeemiaaa", e realmente faz jus. Não está no meu Top5, mas é bom demais poder beber essa cerveja. Ela tem um valor agregado à marca, por isso se dá ao luxo de vender mais por preço mais elevado.

Preço da lata de 350ml: R$1,85
Avaliação: (Ótima. Mas pelo custo/benefício, bebo uma Polar que é mais barata e tem o sabor tão bom como dela.)



HEINEKEN
Podem me xingar. Mas essa cerveja holandesa parece mijo. É extremamente AMARGA e tem cheiro BEM característico. Logo que cheirei ela, me deu uma estranha vontade de vomitar. Mas, diferente da Kaiser, tem gente que gosta.

Preço da lata de 350ml: R$2,00
Avaliação: (Daria zero, pelo meu paladar. Mas conheço muita gente que adora, por isso dei um 2,5.)


BRAHMA EXTRA
Me lembrou a Brahma comum, só que mais gostosa. Tem o sabor mais marcante e ao engolir, dá uma sensação agradável do amargo. É uma daquelas cervejas que bebemos pra apreciar o sabor. Muito boa!


Preço da lata de 350ml: R$1,95
Avaliação: (Vale cada gole. O preço é elevado, mas por uma Brahma Extra, não vou ficar mendigando alguns míseros centavos.)



NOVA SCHIN
A propaganda fez todo mundo experimentar. E depois anotar em nunca mais beber essa porra. Sabor estranho, fraco e ruim. Coloco junto com a Kaiser as duas piores dessa lista. É como a Spyker da Fórmula 1 ano passado.


Preço da lata de 350ml: R$1,40
Avaliação: (Se foder.)


MILLER
Outra cerveja Draft, principal concorrente da Budweiser. É ótima para matar a sede, não é tão amarga, mas tem o sabor mais forte e encorpado. Adoro.


Preço da lata de 350ml: R$2,00
Avaliação: (É como a Brahma Extra, só que em vez de Pilsen, é uma Draft.)




SERRAMALTE
Forte. É uma cerveja extra, tem o sabor mais incorpado e maior nível de álcool. Ma snão pense que é daquelas de beber um copo e parar por ser assim. Acho ela muito saborosa e agradável. Mas não é daquelas de sair bebendo uma caixa.


Preço da lata de 350ml: Não encontrei, comprei uma de 600ml.
Avaliação: (É boa, dá pra tomar sem problemas.)


SOL
Cerveja mexicana bem fraquinha, mas que eu consigo tomar sem problemas, aspesar de ser aguada pra caralho. Tem o sabor leve, que dá pra reconhecer os sabores da cerveja. Em casas especializadas, é servida junto com limão. Aprovei a sugestão, mas nunca arrisquei por limão em outras nem tomar ela sem. Por ser BEM suave e refrescante, talvez ela tenha essa peculiaridade de ficar boa com a fruta.


Preço da lata de 350ml: R$1,40
Avaliação: (Numa tarde de calor, cai muito bem.)


STELLA ARTOIS
Mais difícil que pronunciar corretamente o nome dessa cerveja belga, é aprovar o paladar. Não é nem Pilsen nem Draft. É do tipo LAGER, fabricada apenas em baixas temperaturas, para cultivo das leveduras. É daquelas que podem ficar armazenadas por um bom tempo, para aguçar o sabor. Tomei gelada e quase morri. Porém, por ser de regiões geladas, lá, costumam beber ela em temperatura ambiente. Quando o inverno chegar, irei testá-la bebendo assim. Sei que de tão clara, levou o nome de Stella (estrela em latim).

Preço da lata de 350ml: R$2,80
Avaliação: (Achei horrível, mas só pela peculiaridade, juro que acho que ela tem um "charme".)


ORIGINAL
Juro que não sei como falar dessa cerveja. Acho ela boa, o verdadeireo sabor da "cerveja", sem isso a mais ou isso a menos. É simplismente.... cerveja.

Preço da lata de 350ml: só achei em garrafa
Avaliação: (Ótima, vale cada gole.)



Chega, falei das mais vendidas do mercado.
Pra recapitular, meu ranking ficou assim:

01º lugar: Budweiser, tipo Draft
02º lugar: Brahma Extra, tipo Pilsen
03º lugar: Miller, tipo Draft
04º lugar: Polar, tipo Pilsen. Coloco a Itaipava empatada com ela.
05º lugar: Original, tipo Pilsen


Achei legal, pois quebrei aquele preconceito que eu tinha de seeempre beber as mesmas cervejas e não dar oportunidade pra outras. Descobri que a Serramalte é ótima e a Stella Artois é um cu.

Bom... se tu realmente abriu uma cerveja pra acompanhar esse post e foi bebendo e lendo a matéria, deve setar bêbado, pois é gigante. Desculpem o excesso de texto.

Agora comente, qual é o teu Top 5?
Se possível, lá na comunidade do orkut, o muralzinho será deletado em breve.