sábado, 9 de agosto de 2008

Está de volta

Está aberta a QUARTA temporada do GOAL LINE BLITZ e contratações rolando solto!



O Goal Line Blitz é um MMORPG de Futebol Americano. Funciona assim:
Você cria um jogador, na posição que quiser. Aí alguém dono de time vai te contratar para jogar no time dele. Com o tempo você vai ganhando pontos de experiência, aumentando o teu nível e colocando pontos em teus atributos.

O interessante é que o jogo é MUITO completo e ao usarmos, perdemos menos de 15 minutos por dia pra administrar o jogador!

Pra se cadastrar e conhecer o jogo, basta clicar aqui:
http://goallineblitz.com/game/signup.pl?ref=3908003
Aconselho a criar o jogador, distribuir os pontos de experiência e ver os Flex Points. Se tiver sobrando, vá no home, em Buy/earn points e dê um boost no jogador! Vai aumentar o nível. Provavelmente amanhã, você já estará recebendo propostas de donos de time pra participar do campeonato. Também tem um link lá para o mercado, procure um time para jogar!


Caso tiver dúvidas sobre o jogo, é só mandar uma mensagem na nossa comunidade que te ajudo a entender melhor. Tenho um FS e estou no nível 23.


Vale pra perder uns 15 minutos por dia pra se divertir.


E que fim isso dará?
EM BREVE (quando tiver flex points suficientes), teremos o nosso próprio time da comunidade! Portanto, crie seu jogador e vá se preparando que logo logo o PdB vai entrar na liga!


PRA QUEM JÁ SE CADASTROU E ABANDONOU, ACESSE LÁ DE NOVO, veja como está seu jogador!

PRA QUEM NÃO CONHECE, EXPERIMENTE!



E aviso novamente, estamos QUASE LÁ pra montar o TIME do blog!

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Maldito animal

Novamente, um caso que aconteceu. Dessa vez foi comigo, ontem a noite, quando estava chegando em casa.

Fiz uma megamontagem linda e profissional pra poupar explicações:




Obrigado, lesminha.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Caso do exame de visão

Tempo atrás, uma pessoa bem próxima de mim fez algo extraordinário num exame de visão, pra fazer a carteira de habilitação. Não vou dizer quem foi, pra preservar a imagem, sacanagem.
Então, como todo mundo sabe, o exame de visão consiste em ler algumas letras que estão num painel, gradualmente elas vão diminuindo até chegar a um ponto que apenas o Super Homem consegue decifrar elas. Então que essa pessoa que foi renovar tem problemas de visão apenas no olho direito, não prejudica para dirigir, mas pode fazer com que ele seja obrigado a usar óculos ao conduzir o carro.


Então lá foi, fazer o exame. No início, o médico mandou tapar o olho direito o olho ruim, e ler algumas letras no painel. Ilustrei a situação:




Normal, tapou o olho direito com o braço direito e leu. Tudo certo, olho aprovado.
Agora, o médico mandou cobrir o outro olho e ler algumas palavras. Certo que teria problemas para as letrinhas menores. E agora, o que fazer?
A-há!



TAPOU O MESMO olho, mas com o outro braço!
E quem acha que o médico viu? Passou batidasso!
HAHAHA

SENSACIONAL!

Fotos de Torcida

Agradeço a todos que enviaram fotos de torcidas, muitos e-mails até agora, mas selecionei apenas três por enquanto para não ficar cansativo. Seria mais legal ainda se vocês tirassem fotos da rodada, se estivessem no estádio ehehehe. As fotos são de 3 torcidas que estão felizes hoje. Vou continuar postando, continuem mandando.

Nicolle Arzua - Torcedora do Coxa.



Alvaro - Torcedor do Galo.



Erick Pujol - Torcedor do Flu


Belas fotos, valeu pessoal, continuem mandando.

Verdade ou Mito?

O Galo Mike

Um frango pode viver sem cabeça?

Pode - mas só por algum tempo e em circunstâncias muito especiais.

O exemplo é Mike, um galo que ficou famoso justamente por ter vivido um ano e meio depois de lhe cortarem a cabeça. O fato aconteceu em setembro de 1945, na cidade de Fruita, no Colorado (Estados Unidos). O fazendeiro Lloyd Olsen cortou o pescoço da ave a pedido da mulher, que queria prepará-la para o jantar. Mas o frango continuou vivo. Olsen o alimentava com um conta-gotas, dando-lhe milho e água diretamente na abertura do pescoço.

Mike foi tema de reportagens da Life e da Time e viajou pelos Estados Unidos sendo exibido pelo dono como The Headless Wonder Chicken. As pessoas pagavam para vê-lo andar enquanto sua cabeça era exibida dentro de um vidro com formol.
Cientistas da Universidade de Utah, em Salt Lake City, depois de estudarem Mike, concluíram que o corte - muito mal feito - poupara a jugular e a maior parte do tronco cerebral e massa encefálica. Assim, o galo continuou vivo por mais um ano e meio - e até engordou: em pouco meses, passou do 1,5 kg inicial para 3,5 kg.


De acordo com notícia publicada no jornal El Mundo, Mike morreu num quarto de motel no Arizona.
Na época da reportagem, o jornal ouviu um especialista: afinal, um frango pode viver sem cabeça?
“Pode viver se o corte não prejudica o tronco cerebral, ainda que olhos, bico, lígua e ouvidos sejam destruídos, e se o corte afetar apenas os vasos secundários”, disse Indalecio Ruiz Calatrava, professor de veterinária da Universidade de Córdoba.
“Assim, a hemorragia pode cessar, e se o animal for alimentado manualmente, poderia viver por algum tempo, sim”.
Mike virou uma lenda, tem estátua em sua homenagem na cidade e seu “espírito de luta” é celebrado anualmente em Fruita, na terceira semana de maio, com um festival.

Dica do Igor Leal.

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

É amanhã!


Depois de mais de uma década de espera, a comunidade científica está ansiosa para amanhã, que promete ser um dos dias mais importantes da história da humanidade (se não adiarem de novo). Como não tenho domínio pleno do assunto, vou por aqui o que a revista Veja de 09 de abril desse ano publicou sobre a coisa que vai acontecer amanhã:

A entrada em funcionamento do maior acelerador de partículas do mundo, prevista para o segundo semestre deste ano, é vista pelos cientistas como uma oportunidade única para estudar a origem do universo. O acelerador, batizado de Large Hadron Collider (LHC), cuja construção terminou recentemente na fronteira entre a França e a Suíça, tem como missão promover choques entre partículas subatômicas, reproduzindo as condições existentes no cosmo um trilionésimo de segundo depois da eclosão do Big Bang. Há quem ache que essa máquina formidável pode representar um risco para o planeta. Há duas semanas, dois pesquisadores, o americano Walter Wagner e o espanhol Luis Sancho, entraram com uma ação na Justiça americana contra os cientistas do Cern, laboratório de física nuclear europeu responsável pela construção do LHC. A alegação é que, ao funcionar, o aparelho pode criar buracos negros, versões em miniatura dos colossais redemoinhos que se formam no espaço após o colapso de estrelas e que sugam toda a matéria a sua volta. Segundo Wagner e Sancho, os milhares de pequenos buracos negros que se formariam dentro do LHC poderiam se juntar em um só. O buraco negro resultante dessa fusão começaria a sugar a matéria a sua volta e a crescer, iniciando um processo em cadeia que acabaria por engolir a Terra. Os cientistas do Cern não descartam a possibilidade de buracos negros se formarem após as colisões de prótons dentro do LHC, mas afirmam que eles não teriam energia suficiente para se manter. Em frações de segundo se desintegrariam em partículas inofensivas. O Large Hadron Collider é um túnel monumental de 27 quilômetros de extensão que está a 100 metros de profundidade. Sua construção durou catorze anos e consumiu 8 bilhões de dólares. Dentro do túnel, trilhões de prótons serão acelerados a uma velocidade próxima à da luz. Ao colidirem, seis detectores vão analisar os detritos resultantes. Espera-se que o LHC responda a perguntas cruciais da cosmologia. Sabe-se que tudo o que se observa no universo corresponde a apenas 4% do que ele abriga. Do que serão feitos os outros 96%? Haverá outras dimensões ou outros tipos de partícula que não conseguimos enxergar? Um buraco negro que engoliria a Terra não é a única previsão apocalíptica feita por Wagner e Sancho no processo judicial movido contra o Cern. De acordo com a dupla, as colisões de prótons poderiam dar origem a partículas exóticas conhecidas como strangelets. Em tese, essas partículas são capazes de alterar a composição atômica da matéria a sua volta, replicando-se indefinidamente. O resultado, novamente, seria a destruição do planeta. Em sua defesa, os físicos do laboratório europeu dizem que raios cósmicos, com energia muito maior que a dos feixes de prótons usados no acelerador, colidem o tempo todo com a Lua há 4,5 bilhões de anos e o astro permanece intacto. "Mesmo que buracos negros microscópicos se formem no LHC, eles vão decair muito rapidamente", diz Oscar Eboli, professor de física da Universidade de São Paulo. O medo de que a ciência pode destruir o mundo é recorrente na civilização moderna. Antes dos primeiros testes com bombas de hidrogênio, nos anos 50, temia-se que a explosão desses artefatos iria incendiar os gases da atmosfera – o que, evidentemente, não aconteceu. Não faz muito tempo, um enorme coro de vozes se levantava contra as usinas nucleares, afirmando que elas envenenariam a Terra. Hoje, a energia nuclear é apontada como alternativa para mitigar os efeitos do aquecimento global. Disse a VEJA Robert Crease, professor de filosofia e história da ciência na Universidade Estadual de Nova York: "É muito difícil, até mesmo para cientistas treinados, entender os mecanismos envolvidos na colisão de partículas. Como o homem teme aquilo que não entende, não é raro encontrar gente que enxergue efeitos nocivos nas pesquisas com o LHC, mesmo nos dias de hoje."

Para entender melhor o funcionamento, acompanhe essa imagem (clique nela para ampliar):





Assustador, não?
A principal diferença entre ele e os aceleradores comuns, é que o LHC colidirá prótons, matéria positiva, diferente dos já colididos elétrons, entre outros. Assim, talvez encontrem o famoso Bóson de Higgs! Pode mudar o nosso entendimento sobre todo o conhecimento universal, muito interessante!
Quanto a uma catastrofe, nosso querido Stephen Hawking, garante que é só folclore.
Vamos aguardar e ver o que nos espera para mudar nosso conhecimento cosmológico!



Mais info:
http://www.lhcountdown.com/
(procure na wikipédia também)

Confira no Google Earth, todo o projeto em 3D, basta pegar esse modelo aqui http://bbs.keyhole.com/ubb/download.php?Number=1061036


vamos ver o que acontece!
Só não entendo porque a televisão não divulga esse tipo de coisa... Talvez porque será novamente adiado.

GPS da NASCAR


Não consigo gostar da Nascar. Diferente da F1 e tentos outros esportes automobilísticos, acho a Nascar (passa sempre ao vivo na BandSports) entediante. Cansa assistir, e não tem graça. Pensando como funciona a corrida, ilustrei o GPS de uma etapa das famosas pistas ovais:


TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT;
TURN LEFT.

Ah, multiplique isso por 20. Aí está, pois são geralmente mais de 200 voltas cada corrida.

Hilário, porém respeito quem gosta, pois aprecio muita coisa que galera em geral odeia.
Só o Golf Channel consegue ser mais entediante que isso.

Cadê o Mário?

Uma das frustrações da minha vida é não ter zerado mário. Acho que não foi por incompetência, foi por falta de vontade, porque lembro que nos últimos castelos a memória do jogo falhou e eu fiquei sem paciência de passar tudo de novo, e passei a jogar mario kart, campeonato brasileiro e killer instinct. O Renan Moura nos enviou essas imagens de um ambiente decorado de mário, que achei muito legal.







Ainda hoje umas fotos de torcidas.

Rá-tim-bum

Muito foda esse site, que me pareceu holandês, pelo "nl" (netherlands) no endereço. A princípio, você acha que é um simples site que vende bugigangas, mas depois, vê uma animação que valeria prêmio em Cannes.


Clique aqui ou na imagem e veja. Não mexa em nada enquanto está vendo. Dica do Marcelao lá do PPD.

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Esqueci de por titulo nesse post (2)

Vamos sem delongas para a segunda parte. Dessa vez, vou por as dez últimas edições:


XIX; Cidade do México, 1968:

México-68 foi o primeiro logotipo olímpico a ter o tema artístico, depois de uma pequena mas presente em Tokio'64. O traço da tipografia foi todo em homenagem aos índios mexicanos Huicholes, onde os anéis inferiores do logo olímpico, se fundem ao ano do evento.



XX; Munique, 1972:


O espiral de Munique - Alemanha, representava uma coroa de raios de luz, Essa coroa então, representava a luz, frescor e generosidade, do projeto "Munique Radiante", do alemão Olt Aicher. Foi escolhido através de uma competição que mais de 2.000 projetos participaram. Sinceramente? de mais de 2,000 projetos, escolherem o "Radiant Munich" me pareceu estranho.


XXI; Montreal, 1976:



Os jogos de Montreal foram um fracasso extremo. O que mais deu prejuízo a cidade-sede. O logotipo reproduziu um pódium saindo das argolas olímpicas. Com ele, a letra M era levemente inscrita junto ao pódium, sugerindo a inicial da cidade anfitriã. Buscava fraternidade com o vermelho (além de ser cor nacional canadense), a glória com o lugar alto do pódium e a ascensão de Montreal.


XXII; Moscow, 1980:

O simples logotipo olímpico russo apenas remetia a bandeira do Kremlin, com fortes traços socialistas, e a famosa estrela de cinco pontas no topo da bandeira de também cinco pontas.



XXIII; Los Angeles, 1984:



Saímos da boicotada Moscow, para a badalada e capitalista LA. Usando a estrela como as maiores aspirações da humanidade, os emblema dos jogos de Los Angeles também tinha traços horizontais, mostrando a excelência e a velocidade. Junto à repetição das três estrelas (ouro, prata e bronze), a competitividade. Naturalmente, foram usadas as três cores nacionais dos Estados Unidos.


XXIV; Seoul, 1988:



O emblema dos jogos coreanos, foi produzido a partir do samtaeguk, tradicional imagem que remete a Coreia do Sul. Construído com curvas que entram e saem da imagem (centrípeta e centrífuga). A Centrípeta ilustra o mundo todo indo para a Coreia do Sul, em harmonia. A centrífuga, mostra a marcha humana na busca da felicidade e prosperidade.



XXV; Barcelona, 1992:

A edição espanhola teve uma forma humana como logomarca. Desenhado por Josep Maria Trias, o logo mostra uma figura humana dinâmica, saltando sobre um obstáculo. Os traços, coloridos, representam respectivamente o azul do Mediterrâneo (cabeça), o amarelo do Sol e os braços erguidos de hospitalidade (braços) e a vida em vermelho (pernas).



XXVI; Atlanta, 1996:


Doze anos se passaram e os jogos voltaram para os Estados Unidos. Baseado na tocha olímpica, o logotipo fez o cabo da tocha com o número 100 representando o centenário olímpico e as argolas.
A chama que gradualmente vai se tornando uma estrela representa a busca pela excelência dos atletas que disputam os jogos. O dourado representa a medalha de ouro em si. Já o verde musgo representa as coroas ganhadas pelos vencedores olímpicos da antiguidade, e a reputação de Atlanta, "a cidade das árvores".


XXVII; Sydney, 2000:


Os jogos da Austrália tiveram o emblema representando a figura de um atleta, com imagens e formas típicas da Austrália. Notamos bumerangues, o Sol (na cabeça do atleta) e pedras. Nas cores, temos as praias, o Porto de Sydney, o vermelho mostra a paisagem única do interior australiano e uma homenagem ao povo nativo. O raio azul ao fundo, da corrida do atleta, mostra a silhueta da Sydney Opera House, o famoso museu de Sydney, envolto por uma fumaça, da tocha olímpica.



XXVIII; Atenas, 2004:


Os jogos gregos tiveram o logotipo para homenagear os jogos olímpicos antigos. Como logo principal, uma coroa de oliveiras, prêmio máximo da época dos jogos antigos, além de ter a oliveira como árvore-símbolo de Atenas, da Grécia e da paz. A textura ao fundo em azul e branco mostram a paisagem grega.


XXIX; Beijing, 2008:


Beijing, a atual sede tem esse logo aí. Foi chamado de "Dancing Beijing". A forma humana foi criada a partir da letra "Jing", final do nome da cidade beiJING, refletindo um ideal para "Novas Olimpíadas". Foi feito dessa forma para dar valor à cultura chinesa, pois é apenas uma imagem de um homem para a cultura ocidental. Os braços erguidos são o convite a conhecer a cultura. Já o vermelho, é a forma da paixão chinesa.




Em 2012 os jogos serão em Londres, e tem segundos críticos, o logo mais feio da história olímpica. Em breve mostro ele com detalhes.
E se preparem, esse mês teremos overdose olímpica aqui no PdB.

Com a olimpíada na cabeça...

Fico feliz com a volta do julian. Voltou com tudo, já abusando de posts bons. Well, continuando no clima de olimpíada, esses chineisinhos de cabeça raspada estão demais. Hhahahah. Muito bom. Aliás, uma curiosidade. Quando nos referimos as olimpíadas, é porque estamos falando das olimpíadas de pequim, los angeles, rio de janeiro e etc. Agora para pequim, apenas olimpíada.

Olimpíada = sf. Celebração dos jogos olímpicos

Olimpíadas = sf. pl. Jogos Olímpicos

Fonte? Meu professor de ciências políticas e o yahoo respostas :D






Você sabia que enquanto você respira morre um chinês? Hahahahah

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Esqueci de por titulo nesse post

Não vejo a hora que comecem os Jogos Olímpicos, cerimoniais, os esportes, torcer, acompanhar. Pra quem trabalha com publicidade e desenho, é um prato cheio ver o desenvolvimento, aplicações, chamadas, pictogramas, posters, mascotes, vinhetas e tudo mais que estará na identidade dos jogos de 2008.
Através dos logotipos, notamos as tendências e a modernização do traço e aplicação dos emblemas olímpicos. Acompanhe alguns:


I; Atenas, 1896: O poster oficial dos primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna era "isso". Típica arte grega antiga, como homenagem aos jogos antigos.


IV; Londres, 1908:
Ilustração de um esgrimista, da primeira Olimpíada bem sucedida (depois dos fracassos da terceira e quarta edição).


VIII; Paris, 1924:
Quase 20 anos se passaram, mas a padronização se mantém semelhante.



XV; Helsinki, 1952:


Apenas em 1952 surge o primeiro logotipo em cor. Ilustra um desenho do estádio olímpico dos jogos. Os detalhes de reprodução fotográfica começam a sumir e a simplicidade surge. Mas ainda não temos um logotipo para os jogos, que os definam.


Amanhã, a segunda parte dos logotipos olímpicos.
A publicidade vai começar a atuar mais e as imagens olímpicas terão mais apelo comercial e mais vendabilidade. Irei analisar logotipo por logotipo e entender porque os jogos estão cada vez mais populares e esperados, nessa época que deixa as pessoas vidradas na televisão até pra assistir... esgrima.

E-mail beterrábico

O Antônio Pivetta, gaúcho que mora no Pará mandou um print hilário de um site de música.





Padre é safado até quando não é pra ser.
Incrível.

Estou de volta

Ah, férias.
Como é bom tirar férias, esquecer da internet por uns tempos, ter vida social refeita, viajar, amigos, Carolina, comer, dormir, tudo mais.

Porém, infelizmente um dia tudo acaba e aqui estou eu de volta ao trabalho, preso na frente desse monitor, trabalhando feito um porco. Mal voltei e já quero voltar a ter o mês de julho de volta.
Mas que nada.


Estou de volta, meus queridos. Depois de quase um mês. Como passou rápido. Mas voltei, cheio de idéias e assuntos pra dar uma pesquisada e mostrar pra vocês.

Lá vamos nós!

Aquele depois do Super Bowl

Muitos de vocês já devem ter ouvido falar de friends. Se é que a maioria não assiste frequentemente, porque realmente é muito bom. A cena abaixo é uma das minhas preferidas, da segunda temporada, quando ross e a turma vai atrás do macaco marcel, e ross vê que a única saída para chamar a atenção do macaco, é cantando sua música preferida. Vale a pena ver de novo. Clique na imagem e veja o vídeo no youtube.


O solo do joey é impagável.

Propaganda de chiclete

Campanha feita na Índia, utiliza as coisas ao redor do outdoor para simular o estouro da bola de chiclete.


Dica do Marcio J.

Fotos de Torcida PdB

Fotografia no estádio é muito interessante, porque não há como negar que a festa é bonita, até mesmo quando não é o seu time do coração. Então, quando o fotógrafo sabe registrar o momento certo, vale a pena. A foto abaixo foi tirada num Corinthians x Ponte Preta em 2005. Estádio lotado, bexigas, papéis e o sol ajudou deixar tudo mais bonito.

amplie para ver melhor

Postei essa foto, porque queria juntar fotos espetaculares como esta, mas de outras torcidas também. Como sei que há fanáticos por futebol acessando o PdB de todo o Brasil, peço que enviem fotos para pudimdebeterraba@gmail.com, que faremos posts com as fotos que enviarem. Pode ser fotos encontradas na internet, e fotos tiradas por vocês. Mas enviem. Quero daquelas fotos de encher os olhos mesmo, ok?