quarta-feira, 11 de março de 2009

"Fidelização"

Não é de hoje que a indústria do vestuário investe em mercados de minorias. Um exemplo típico e que será abordado nesse artigo, é o que a Adidas anda inventando. Já não basta que a gigante marca deutsch, que investe milhões em promoções comerciais, com famosos (como Madonna e cia) e atletas, como Ballack, Messi, Riquelme, Kaká, Beckham e inúmeros outras ações que envolvem cifras com sete casas, agora eles resolveram estrapolar e causar escândalos entre os conservadores europeus e principalmente ianques.

Dias atrás foi pro ar na loja online da Adidas, o Marx A-Flex Russia cap.
Segue imagem do boné:
Engraçado que o produto teve a seguinte descrição:
Show your love for the former USSR during training time in this adidas Marx A-Flex Russia cap, featuring a six-panel low-crown fit, deep pre-curved brim, an Always Cool™ sweatband to wick away the moisture, and a hammer-and-sickle graphic.
"Mostre seu amor para a antiga URSS durante seus treinos com esse adidas Marx A-Flex Russia cap (...)"


Pois é! Sempre aprendi que o utópico e morto império comunista, como o nome diz, é uma doutrina que fundamenta a igualdade, contra o consumo e desigualdade social.
Então quer dizer que a Adidas está fazendo o boné a preço de custo?


Como já comentei uma vez aqui: não suficiente, a Adidas é patrocinador oficial da República Popular da China (ta, nem são mais comunistas), e de CUBA! Aí que vem o nome do artigo: que o General Fidel adora usar uma roupa da Adidas, vamos combinar... quando não está em seus trajes de militar, está lá com uma jaquetinha da Adidas. Está criando moda, señor Castro. Não falando da Adidas, lembram do post em que falei de Pedro Carreñeo, o maior hipócrita comunista da face da Terra? Relembre clicando aqui.


Mais engraçado ainda?
O produto está esgotado desde dia 02 de Março! Hilário como o mercado capitalista está crescendo com o... comunista! Já viram isso? Grêmio lucrar em cima do Internacional? Palmeiras em cima do Corinthians? Deus com Alá?

O impossível vira verdade. Sabe por quê? Quem compra não é o metido a comunista mesmo. É o riquinho que xinga o "sistema" e bebe Coca-Cola, e usa o boné Always Cool Adidas pra ser esquerdista e ao mesmo tempo ser... Cool.

Pior de tudo é que ele não ficou feio, apesar dos pesares.